terça-feira, 9 de novembro de 2010

Canadá declara-se livre da experimentação animal - Abolindo a Vivissecção

Canadá livre de vivissecção


Abolindo a Vivissecção  -  vivissecção é o ato de dissecar um animal vivo com o propósito de realizar estudos de natureza anatomo-fisiológica. No seu sentido mais genérico, define-se como uma intervenção invasiva num organismo vivo, com motivações científico-pedagógicas.

A Memorial University de Newfoundland, no Canadá, optou por abolir o uso de animais vivos nos laboratórios da Faculdade de Medicina. Cada escola de medicina no Canadá agora usa métodos que não envolvem a experimentação animal.
Segundo informações do site El Activista, o anúncio do fim da experimentação em porcos, que era realizada nos laboratórios da Universidade, foi feito via e-mail ao Comitê de Médicos por uma Medicina Responsável (PCRM).
O uso de animais em laboratórios tornou-se polêmico após a universidade saber que o Comitê de Médicos por uma Medicina Responsável registraria uma reclamação jurídica ao Conselho Canadense de Animais, argumentando que o uso de porcos vivos pela Universidade violava as diretrizes federais.
Atualmente, no Canadá, todas as faculdades optaram pelo ensino sem crueldade, ou seja, utilizando métodos que não envolvem a tortura nem a utilização de outras espécies, substituindo a experimentação animal por simuladores humanos.
O Canadá eliminou completamente o uso de animais vivos em laboratórios nas faculdades; este deve ser um sinal claro para as poucas faculdades de medicina dos EUA que ainda utilizam estes procedimentos desumanos e nada educativos”, disse o cardiologista do Comitê de Médicos por uma Medicina Responsável, John Pippin. “Está na hora de estas sete faculdades nos EUA decidirem eliminar completamente a utilização de animais e abraçar o verdadeiro futuro da educação médica”, acrescentou.
Por Raquel Soldera (da Redação da ANDA)



Franson - Ao ler esta notícia, voltou minha alegria, estou convencido que nossa luta para "convencer" o Prefeito Municipal para implantar o projeto "Postos veterinários de proteção aos animais" em Tatuí será realidade. Tenho certeza que os protetores Canadenses lutaram muito para conseguir eliminar os hediondos e cruéis procedimentos usando animais para o ensino da medicina. Amém que no Canadá isto terminou. Vamos lá protetores de Tatuí, mãos a obra, nós podemos...

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns, Canadá.

Outros países terão que seguir este caminho. Exisem outras formas de estudos científicos sem maltratar seres vivos.

Abraço,

Regis Mesquita
http://www.psicologiaracional.com.br/

Anônimo disse...

NADA JUSTIFICA QUALQUER ATO CONTRA ANIMAIS ,NEM AS MAIS IMPORTANTES PESQUISAZAS . NEM PARA CURA DE DOENÇAS , DESCOBERTAS DE VACINAS , CURA DE AIDS OU CANCER ! NEM MESMO ,SE FOSSE O CASO PARA SALVAÇAO DA IMPIEDOSA RAÇA HUMANA. POR_QUE ? PORQUE SIMPLESMENTE ,NAO TEEM CULPA , SAO INDEFEZOS ,INOSCENTES , PUROS LEAIS E FIEIS COMO TALVEZ NENHUM SER HUMANO , NAO DIZEM QUERO SER VOLUNTARIO EM SUAS EXPERIENCIAS!! NAO SABEM FALAR, OS COITADINHOS ,SENDO ASSIM NAO TEMOS O DIREITO DE LHE CAUSAR DOR!