Loading...

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Leishmaniose ronda Tatuí - Mais dois casos em Bauru

Secretaria da Saúde de Bauru SP confirma mais dois casos de leishmaniose

Atualização 4-7-2011 - projeto prevê fim dos assassinatos de animais com leishmaniose

06/04/2011 12:06
Secretaria da Saúde de Bauru SP confirma mais dois casos de leishmaniose
Um deles, uma criança de 1 ano, morreu no último 21 por conta da doença

Agência BOM DIA

 A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta quarta (06) mais dois casos de leishmaniose em Bauru. Os resultados foram confirmados pelo  Instituto Adolfo Lutz.

Os infectados são um adulto, do sexo masculino, 32 anos, morador do Parque Santa Edwirges, tratado no Hospital Manoel de Abreu e uma criança do sexo feminino de 1 ano, moradora no Núcleo Fortunato Rocha Lima, o qual evoluiu para óbito em 21/03. O óbito da criança ocorreu no Hospital Estadual onde foi internada.

Com isso, em 2011 até o momento foram registrados 03 casos com dois óbitos. Ano passado foram registrados 28 casos da doença, sem óbito.

Transmissão e doença
A leishmaniose é transmitida por vetores da espécie Lutzomia longipalpis; mosquitos de tamanho diminuto e de cor clara, conhecidos comumente  como mosquitos “palha”, que vivem em ambientes escuros, úmidos e com acúmulo de lixo orgânico (ex.: galinheiros).
Pessoas e outros animais infectados são considerados reservatórios da doença, uma vez que o mosquito, ao sugar o sangue destes, pode transmiti-lo a outros indivíduos ao picá-los. Em região rural e de mata, os roedores e raposas são os principais; no ambiente urbano, os cães fazem esse papel.

Os animais infectados pelo mosquito palha apresentam como principais sintomas, o emagrecimento, crescimento das unhas e queda dos pelos.

 Febre de longa duração, fraqueza, emagrecimento e palidez são alguns dos sintomas apresentados pelos humanos, quando infectados. O período de incubação é muito variável: entre dez dias e dois anos.

Assim sendo, a manutenção da limpeza nos quintais, o acondicionamento correto do lixo orgânico (restos de comida, cascas de frutas, verduras e outros) são medidas preventivas contra a doença que devem ser tomadas pelos responsáveis  pelos imóveis com edificações ou não no município.
Fonte - Rede bom dia

 Veja o link  - Matar animais não resolve

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 João - Em Bauru, houve um verdadeiro extermínio de cães para acabar com a leishmaniose. O resultado não deu em nada. Mais casos da doença continuam aparecendo. E observem bem isto: Pessoas e outros animais infectados são considerados reservatórios da doença.
Então, por que pegaram os cães para Cristo?

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


José Franson - Este é o quarto alerta de leishmaniose rondando tatuí, neste blog.  Em Bauru, já foram notificados mais de 13 casos. Alguém sabe se temos casos em Tatuí, por favor comente aqui. Bauru e Lençóis Paulista são nossas vizinhas, o Calazar está em nossas portas.Que tal as prefeituras da região cumprirem seu papel, fazendo o controle populacional dos cães, através da única medida comprovadamente eficaz  que é a castração planejada e posteriormente monitorada, bairro a bairro, castrando pelo menos 80% da população canina e felina,  fazendo ações permanentes de educação para a posse responsável,  proibindo a infame comercialização de animais, e ações efetivas para evitar a proliferação do inseto transmissor. Sair matando cães, como sempre fizeram é mais fácil, joga-se a culpa pela doença nos cães, quando na verdade a culpa é dos prefeitos que não fazem a parte deles. O cão também é infectado pelo mosquito, ele não é a origem da doença.  Só que agora a população não se deixará enganar. Antes que o problema se inicie em Tatuí, vamos lá Senhor Prefeito Gonzaga, mãos na massa, postos veterinários de proteção aos animais  com as esterilizações já.

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)
__._,_.___

Um comentário:

Anônimo disse...

Suely disse...
Olá, meu nome é Suely e etenho uma yorkshire de quatro anos e apareceu nela algumas feridinhas, emagrecimento, queda de pêlos, manchas pretas no abdomen, ela foi tratada como liquiose(doença do carrapato, já bem melhor, resolvemos fazer o exame do calazar, e deu positivo, não conformados, resolvemos fazer novo exame e estamos aguardando o resultado, tenho fé em Deus que dará negativo. Ajudem-me por favor, estou aflita.
meu e-mail é suely.melo@gabgov.ce.gov.br
ou melosuely@hotmail.com
16 de maio de 2011 14:34