sexta-feira, 22 de julho de 2011

Como convencer Prefeitos a executar o projeto Postos Veterinários

Em 22 de julho de 2011 uma protetora escreveu:
Bom dia José,
Meu nome é Protetora, sou veterinária formada, mas não exerço a profissão. Estou te escrevendo, pois na minha cidade natal a situação de cães nas ruas está insustentável! Meus pais ainda moram aqui e quando venho pra cá não saio nas ruas a não ser que seja estritamente necessário, pois sair na rua aqui é sinônimo de ver vários cães abandonados e machucados. A situação chegou a tal ponto que tem gente jogando gasolina e queimando cães aqui (com frequência)!

Fiquei sabendo que a promotora da cidade falou com o prefeito para ele dar um jeito nos cães de rua, pois está muito além do normal! Ela disse também que ele não poderia mandar sacrificá-los sem anestesia porque é crime. Quando fiquei sabendo disso marquei uma reunião com ele. Fomos eu e meu namorado que também é veterinário (trabalha com venda de ração). Ficamos mais de uma hora conversando, falando sobre a importância de acabar com o sofrimento dos cães abandonados, demos ideias de projetos e até nos oferecemos para castrar quantos cães fossem necessários inteiramente de graça (a prefeitura só teria que disponibilizar o material e o local pra gente).. Mas não adiantou... Resumindo ele nos disse que precisava sim resolver essa situação, mas sem gastos para a prefeitura!!?? E ainda sugeriu que abríssemos uma ong para recolher cães que a prefeitura ajudaria com uns cem reais por mês e colocaria a placa da prefeitura na ong!! Ou seja, ele não quer gastar com os cães de rua!

Fiquei muito revoltada e tentei procurar ajuda! Então uma conhecida e passou o seu blog! Eu gostei muito e resolvi te escrever na esperança de quem você possa me ajudar! Caso você tenha interesse tenho o e-mail e o telefone do prefeito.
Aguardo seu retorno.
Desde já muito obrigada.
###
Resposta de José Franson -
Olá  Protetora,
Grato pelo contato,

O que a amiga descreve é semelhante ao que acontece em todos os municípios, em muitos a quantidade de abandonados nas ruas não é muito visível porque os protetores locais resgatam e os mantem em abrigos, quase sempre com muitas dificuldades e precariamente.
O poder público não tem o mínimo interesse em solucionar com dignidade, e sorte dos cães de sua cidade que o prefeito não queira gastar com "eutanásias", senão já estariam mortos, como é praxe em todos, veja bem em todos os CCZs do Brasil. Nas cidades onde os protetores estão organizados e pressionam incansavelmente os prefeitos, não praticam os assassinatos em larga escala, mas continuam aprisionando em campos de concentração conhecidos como canil municipal ou canil do CCZ, e os matam por deixa-los amontoados em celas até que aparentem ou fiquem doentes para justificar a "eutanásia". Matam impiedosamente os chamados mordedores e os de grande porte, isto nos melhores CCZ. Nos restantes noventa e nove por cento, a matança acontece com crueldade extrema, matam a pauladas, por enforcamento, choques elétricos, etc., etc.

Os protetores não tinham luz no fim do túnel. Construir abrigos não se mostrou solução, ficam rapidamente lotados, sendo comuns abrigos mantidos por “mecenas” ou por poucos protetores, que falecendo os mesmos, simplesmente deixam de existir, enquanto os abandonados nas ruas continuam aumentando.

Esterilizações em "mutirões" de ongs ou mesmo dos CCZs se mostram totalmente ineficientes em solucionar o abandono.

Procuramos elaborar um projeto que solucionasse definitivamente o sofrimento dos animais abandonados. Agora temos a luz que sempre buscamos. Por favor, leia, analise e lute para o prefeito de sua cidade implantar o "projeto postos veterinários de proteção aos animais". Solução absolutamente viável, de baixo custo, que traz dignidade aos animais sem aprisionar nem matar.

Grande avanço, já temos o caminho, já temos documentado, formatado, o manual do que iremos reivindicar aos prefeitos. Agora vem outra fase difícil, que vai exigir muita luta, muitas noites mal dormidas. - Como "convencer" os prefeitos a executar o projeto?

Já temos algumas colocações, baseadas na luta em Tatuí SP.

São ideias generalistas, cada município tem suas próprias equações políticas

1 - O projeto envolve gastos, portanto não pode ser votado pelos vereadores para ser executado pelo prefeito.

2 - A execução do projeto depende exclusivamente da vontade política do prefeito. Se ele desejar o projeto é imediatamente executado.

3 - O projeto é de baixo custo relativo, não haverá entrave real de orçamento em nenhum município.

4 - Os prefeitos só se movimentarão para executar o projeto se tiverem percepção real que os postulantes são depositários de grande número de votos, bastante mesmo. Ele terá de enfrentar resistências de sua secretária de saúde, veterinários funcionários do canil e CCZ, que não irão largar os privilégios de aprisionar e matar sem resistir. Temos que mostrar de maneira transparente que ele ou o sucessor que ele indicará para sucedê-lo nas próximas eleições municipais irá ter boa vantagem eleitoral, isto é, executar o projeto vai resultar em ganhar muito, muito mais votos dos que ele irá perder com os descontentes com a mudança. E isto tem que ser muito claro, quase provado..

5 - Procurar apoio de vereador, só se for da base aliada do prefeito. Vereadores de oposição irão apoiar o projeto com entusiasmo, de olho nos votos dos protetores postulantes, mas não apitam nada na decisão do prefeito. Os da situação, aliados do prefeito na câmara, também poderão apoiar entusiasticamente o projeto de olho nos votos, mas salvo exceções, na prática não irão lutar junto ao prefeito pela execução do projeto, salvo se o vereador for notório e reconhecido protetor de animais, neste caso vale ser até mesmo da oposição, pois poderá negociar com o prefeito.

6 - Os protetores deverão indicar candidatos entre seus pares, para concorrer a vereador nas próximas eleições, em todos os municípios do Brasil, fazendo do projeto postos veterinários sua plataforma eleitoral principal. Buscar formas de mobilizar a sociedade em torno da ideia de não aprisionar e matar os animais recolhidos pela prefeitura, mas usando as soluções do projeto. Os potenciais candidatos deverão conhecer muito bem o projeto postos veterinários e buscar o máximo de informações sobre forças políticas, raposas, quociente eleitoral, uniões e traições partidárias/eleitorais, etc. para não correr o risco de ser bem votado e não se eleger. Mesmo não eleito os protetores terão provado o quanto pesam na política municipal e se o peso for bom, poderão negociar com o prefeito eleito. Cuidado com os prazos de filiação a partidos para ser candidato em 2012 - termina em setembro deste ano. Não deixe para a última hora.

7 - Poderão ser tentados acordos de não rejeição com todos os candidatos a prefeito que publicamente afirmarem que se eleitos executarão o projeto.

8 - Em Tatuí, encontrei uma fórmula, ainda não testada nas urnas. Converso, dia após dia, com todos que encontro e explico que estou organizando um grupo para pedir ao Prefeito que pare de aprisionar e matar os animais que recolhe das ruas, e que faça esterilizações gratuitas em massa, programas de adoção intensivos, sendo que já temos o projeto pronto para ser executado, então pergunto - posso enviar as notícias do grupo por e-mail para você? . e anoto só o e-mail da pessoa. Quando encontro pessoas entusiasmadas com proteção, anoto num detalhe - protetor. A cada dez dias em média envio email a todos com notícias de como está o andamento da luta pela execução do projeto, sempre sendo honesto e transparente, envio também arquivos .pps sobre proteção animal produzidos pela PEA e outros. Resultado - em um ano temos uma mail-list com 3900 eleitores de Tatuí, simpatizantes do projeto recebendo regularmente informações sobre o andamento e sobre proteção animal em geral.- Encontrei mais de trinta protetores independentes com abrigos, de dez a seiscentos animais, e outros quarenta protetores potencias ativistas. Não é tudo belo assim, mas as perspectivas no médio prazo são muito boas. E já estamos sendo vistos com um pouco mais de respeito pelos políticos.

9 - E por aí vai...
Veja o projeto postos veterinários de proteção aos animais
Veja o manual - Como iniciar uma família amigos dos animais
Veja também - Tristeza e alegria

Até breve, e boa sorte a todos nós, especialmente a nossos amigos quatro patas.
###
Os amigos que discordarem  ou tiverem sugestões, por favor comentem. Grato.

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

9 comentários:

Anônimo disse...

falta vergonha na cara dos prefeitos! aqui em gravatai no estado do r.s. é a mesma coisa ,não gastam 1 centavo em saúde publica,em escolas...nós pessoas pra eles são números:1 voto,2votos,3votos...imagine com os animais como é! eles nem números não são,pois não votam.cambada de carniceiro por dinheiro,sangue-sugas...simone trisch

Anônimo disse...

Caríssimo Sr Jose Franson,
que Deus o intua e continue a iluminá-lo, com idéias como estas. São de atitudes sérias que os animais necessitam.
Está mais do que na hora de todos pensarem num trabalho humanizado e com respeito aos animais. É possível sim, se houver interesse e boa vontade por parte dos prefeitos.Vou encaminhar este a Prefeitura de Santos,SP,onde resido depositando muitas esperanças neste compromentimento e ajuda efetiva a todos os animais sofredores que vagueiam por aí sem destino e por aqueles que mesmo sob a luz de um teto dão crias incessantemente.
Que Deus esteja neste comando, abraços e muito obrigada Rosana.

Anônimo disse...

marabvilhoso o projeto. mas fico triste pq a maioria dos VETERINARIOS É MERCENARIO, com discurso de que tem que endurecer coração e fazer o trabalho...as vezes sujo!se nem com eles podemos contar,o que fazer...

Anônimo disse...

FUTURO PRÓXIMO IREI CANDIDATAR-ME A VERADORA, CASO EU GANHE , ENTRAREI COM O PROJETO" POSTOS VETERINÁRIOS DE PROTEÇÃO AOS ANIMAIS, POIS AQUI NESTA CIDADE ENVENENA-SE OS CÃES DE RUA, FORA AS PESSOAS QUE CRIAM OS ANIMAIS COM SOFRIMENTO. TENHO 5 CADELAS E 3 SÃO ADOTADAS DA RUA, POIS SE EU NÃO ADOTASSE MORRERIAM A PRÓPRIA SORTE!!!!

Anônimo disse...

Parabéns pelo seu belo trabalho, e vms sim continuar a divulgar e insistir na conscientização...

Anônimo disse...

peço a DEUS k de certo,mas muita coisa tem k ser feito,primeiro acabar com vendas de cães,pois eles pensam k cães são descartaveis:ñ gostei jogo na rua, e ele k se vire,ja vai o cão cruzar e fazer um monte de cãozinhos peranbulando pelas ruas, olha gente faz mais de trinta anos k cuido de cães de rua,tipo tratar dos k estão com fome,e cuidar dos doentes k vejo, e com isto ja pensei em tudo,mas nimguem qr gastar nem 1 tostão com animais,estou muito desanimada ñ com os cães estou desanimada com o ser dito humano,este sim é dificil mudar para podermos ajudar os pobres cães de rua,mas farei tudo k vcs acharem k dá certo, adoro todos protetores pra mim são anjos bjssss inté

José Franson disse...

Olá, vamos fazer foco em convencer o prefeito a implantar o projeto postos veterinários... depois vamos atras dos gigôlos de animais... junte-se a nós... precisamos de pessoas como você... bem vinda....
http://amigosdosanimaisdetatui.blogspot.com.br/2011/11/manual-como-iniciar-uma-familia-amigos.html

Anônimo disse...

quero e preciso com urgência abrir um abrigo para animais aqui na minha cidade, mas n sei por onde começar...

José Franson disse...

http://amigosdosanimaisdetatui.blogspot.com.br/2011/12/ilusao-do-abrigo-para-animais.html