domingo, 11 de setembro de 2011

Quem ver não esquece - Foto premiada pela Sony



Essa foto ganhou o prêmio Sony Photography Awards 2010, tirada pelo fotógrafo italiano Tommaso Ausili, que recebeu o prêmio L’Iris D’Or, concedido à melhor foto de toda a competição, por sua imagem “The Hidden Death” (“A Morte Oculta”, em tradução-livre).
 
Disse o vencedor:

“Alcançar o topo da cadeia alimentar requer um processo longo que começa com um fim – o fim da vida de um animal. Entre um animal vivo e qualquer pedaço de carne, se bem embalados ou exibidas por trás de um balcão de vidro, está o matadouro. Esta espécie de “linha de desmontagem” está escondido em prédios anônimos, rodeado por cercas altas, geralmente longe do centro da cidade e com um surpreendente silêncio de fora. Longe da vista, os trabalhadores qualificados acompanham os animais para os últimos momentos de sua vida”.

“No corredor da morte, percorrendo a pé os últimos passos que levam à chamada “armadilha”, os animais parecem estar conscientes do seu destino iminente. O cheiro da morte está no ar, o medo se espalha entre os animais à espera da sua vez, como eles vêem o que está na frente deles desaparecendo por uma porta de ferro. O grito de terror e o subseqüente o barulho dos cascos desesperados são um sinal inextinguível de que, mesmo para os animais irracionais, uma vez que se atravessa essa porta, nenhuma criatura sai viva”. 


Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

8 comentários:

Anônimo disse...

Meu Deus, qta tristeza sinto por tudo isso, qta ignorância humana, estamos aqui pra cuidar deles e não come-los entre outras crueldades praticadas, depois como se pode desejar um mundo de paz e prosperidade???!!!

Anônimo disse...

Isso doeu.

Klécia . Vegetariana pelos animais! disse...

Isso que ele escreveu com certeza acontece mesmo! Com certeza eles devem sentir o momento que chega a morte! Infelizmente!

FAPABARTHOLO disse...

SÓ O HOMEM É CAPAZ DESTE ATO CRUEL, SEM PIEDADE, SEM COMPAIXÃO. OS ANIMAIS SÓ MATAM PARA SACIAR A FOME OU SE DEFENDER. O HOMEM MATA POR DINHEIRO , MESMO QUE SUJO DE SANGUE ....

Anônimo disse...

Nossaaaa, isso mostra a desumanidade para com os animais! Vamos continuar lutando para que tudo isto termine, aos poucos chegamos lá! Go Veg!

Newton Luiz Finato disse...

Felizmente não compactuo mais com isso. Há muito não como carne de nenhum animal.

eugeniassanpio disse...

Casi siempre aporto algún comentario a este blog, pero hoy, la fotografía espeluznante, pero no por ello menos buena, lo dice todo. La crueldad humana no tiene límite, como no lo tiene la ambición.
Comprendo que hay que alimentarse y el ser humano es carnívoro Somos depredadores como los animales en libertad, pero hay formas de hacer esta labor, para que los animales no sufran y menos, que sufran los que van a correr la misma suerte. Ellos huelen la sangre y saben lo que les espera. Por qué hacerles pasar este padecimiento? Lean la vida de Temple Grandin,
una mujer autista que diseñó los mataderos más humanitarios que existen y que actualmente es profesora universitaria en Colorado. Ella nació autista y con su fuerza de voluntad y su estudio de los animales, experta en mataderos, creó la forma de que los animales no sufrieran antes de su muerte.Su vida es muy interesante. Creo que hicieron un film con su historia.
Tenemos que aprender de los animales, porque son más civilizados que nosotros.
Ahh, se me olvidaba decirles que yo soy vegetariana, pero eso no importa.

Maria Luiza disse...

Senhor!Perdoai nossa ignorância pois a maioria de nós ainda não se deu por conta de todo o horror que reina por trás de um bom pedaço de bife..
Já é hora de nos conscientizar-mos.