Loading...

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Taubaté - Canil municipal do CCZ é o 'melhor' do Brasil - Modelo



Centro de Controle de Zoonoses de Taubaté tem super lotação de animais
Local tem capacidade para abrigar até 300 animais, mas hoje já está com 400.
Credito: Reprodução / Rede VanguardaUma questão de saúde pública preocupa o Centro de Controle de Zoonoses de Taubaté. O local está superlotado e o número de animais recolhidos nas ruas é três vezes maior que os doados à população. 

Cães e gatos convivem como amigos. Na casa da criadora de animais Angélica Monteiro, os animais são muito bem vindos. São sete no total, a maioria deles ela recolheu da rua. E agora, todos recebem um cuidado especial. 

“Não é um objeto descartável, ele não é uma coisa que você da para a criança e a criança enjoa você joga fora e quando ele ficar velho, ele precisa de cuidados como qualquer ser humano e as pessoas não entendem isso”, diz Angélica. 

Já para outros, a rua é o único lar. E soltos, inocentemente, eles podem gerar transtornos para população. 

Credito: Reprodução / Rede Vanguarda“Zoonoses na verdade são doenças que passam do animal para o humano. Então tem várias doenças que podem pegar por ter um animal doente junto, ou estar na rua e ter contato com esse animal. Fora isso esse animal estando na rua ele pode se tornar agressivo e causar também acidente de trânsito”, explica a veterinária do CCZ Mylene Iemini. 

Boa parte dos animais de rua é recolhida pelo Controle de Zoonoses de Taubaté. Filhotes, fêmeas no cio, cães agressivos e doentes tem preferência. Todos recebem cuidados que não tinham. 
Mas sofrem com a superlotação. A capacidade é para 300 cães e gatos, só que hoje, existem 100 a mais. 

Para amenizar essa situação o controle de zoonoses desenvolve ações em bairros da cidade. Desde palestras até a castração de animais. Mas o grande problema continua sendo a falta de responsabilidade de parte dos moradores. No mês passado por exemplo, foram doados 66 cães e gatos, só que o número de animais recolhidos foi três vezes maior.  (José Franson - Vale perguntar - Se por mês existe uma diferença de mais de cem animais, entre os capturados e os adotados, onde estão os não adotados????  assassinados???)

Credito: Reprodução / Rede Vanguarda“A lei existe, ela é punida, o abandono é punido, mas muitas vezes a gente não consegue dar procedimento no caso”, diz Mylene; 

E a sensibilidade que falta para os ex- donos, os animais têm de sobra. Estão apenas aguardando alguém para compartilhar carinho. Pessoas como Angélica, que tem os animais como companheiros. 

“Se o maltratar, gritar com ele, fazer alguma coisa de ruim, daqui cinco minutos ele esquece e está em cima de você, te agradando, mostrando que você é a pessoal mais sensacional do mundo, mesmo que você não seja”, conta Angélica. 

Segundo a Polícia Civil, quem abandona um animal pode pegar de 10 dias a um mês de prisão. Ou pagar multa. Quando se trata de maus tratos, a pena é um pouco maior, varia de três meses a um ano de prisão, além da multa. Os valores são definidos pelo juiz.
José Franson - O canil municipal do centro de controle de zoonoses CCZ de  Taubaté é o   "melhor" canil municipal do Brasil... considerado exemplo... Imagine o que acontece nos outros CCZs...

Os canis municipais dos CCZs são máquinas de aprisionar e matar inocentes.. Prisões medievais incompatíveis com sociedades civilizadas...

Todos os ccz têm por política e filosofia prevenir zoonoses... Para isto foram criados, para isto existem, os manuais todos são muito claros... Não existem para proteger animais... Se possível, visite um destes campos de concentração e olhe nos olhos dos inocentes que estão ali... Procure sabe onde estão assassinando, quanto foram assassinados no mês, etc... Não se contente com as informações oficiais, todos dizem que não matam...

Mas matam impiedosamente... Matam os que chegam doentes, matam os de grande porte, matam porque o dono falou que mordeu alguém, matam na calada da noite, matam antes de levar no canil, etc..

Mesmo que não matassem, é prisão de inocentes, sempre superlotada, não faz sentido...

É revoltante...

Pense que temos solução viável, muito mais barato para a prefeitura do que continuar aprisionando e matando. 


Vamos lutar com unhas e dentes, sem tréguas, com destemor para fechar todos os canis municipais do Brasil, pela implantação do projeto postos veterinários de proteção aos animais...

Esta dívida histórica e ética é de todos os humanos de bom coração, que não estão atrelados às estruturas arcaicas e infames dos canis municipais... 

Grato... Vamos que vamos... Junte-se a nós... 



3 comentários:

Julianoff disse...

Somos seres sencientes, temos a mesma capacidade de sentir, seja animais humanos ou animais-não-humanos, então, temos que lutar pelo fim do sofrimento animal do mesmo modo que lutariamos pelo fim do sofrimento de um familiar.

Aki é o Bicho disse...

Esta matéria foi realizada pela Tv vanguarda (Afiliada da Globo no vale do Paraíba) para mostrar o trabalho que o CCZ realiza e procurar conscientizar a população sobre a questão do abandono. Todo os CCZs do Brasil vivem lotados (me aponte um que não seja, a não ser que sacrifiquem seus animais), não so de Taubaté. O CCZ não realiza a eutanásia nos animais abrigados, com excessões previstas em lei (animais em extremo sofrimento por exemplo). Sou protetora e conheço de perto o trabalho da equipe do CCZ de Taubaté e a estrutura do mesmo. Todas as visitas realizadas no local foram focos de elogios, inclusive do Deputado Feliciano Filho, que apontou o CCZ de Taubaté como referência no Estado de São Paulo, cumprindo todas as leis. O Sr José Franson esteve aqui em taubaté realizando visita junto com o Rosolen do PEA, e o mesmo trabalho foi atestado pelos dois, me admiro ele fazer um comentário como se a diferença de animais entre os adotados e os recolhidos estão sendo assassinados. Copiar e colar uma matéria e as pessoas ficarem lendo e fazendo comentário sem informações completas é fácil, venham conhecer de perto. O pior culpado pelo problema dos animais é o homem, e cada um que quer defender a causa deveria iniciar esse trabalho dentro de sua própria casa, rua, bairro , cidade, e assim sucessivamente.....

José Franson disse...

(texto encontrado na internet)

Gente... pense em um lugar triste...
Quando penso, lembro do CCZ de Taubaté (centro de controle de zoonozes) Apesar de ser um lugar organizado e os bichinhos terem o carinho das pessoas que trabalham lá, mesmo assim é um lugar deprimente.
Alguns dias atraz consegui uma vaga para castrar a mãe da Mei Mei, e esse dia foi dia 29/08 as 8:00hs. Cheguei lá as 7:50 e aguardei do lado de fora enquanto estavam lavando os consultórios e as salas de recuperação. Enquanto aguardava, resolvi sentar em um banco de pedras do lado de fora e comecei a observar os filhotinhos que estavam em cercadinhos de arame tomando um pouco de sol. Tinha preto, branco, malhado, macho, fêmea, pintado, tigrado, chorão, triste, alegrinho e bonzinho. Todos com menos de 3 meses... Tive uma vontade louca de pegar pelo menos uns 3 e trazer para casa. Mas me contive e fiquei a brincar e observar como eram lindos.
Resolvi dar uma volta e passei pelos canis onde estavam os rejeitados e abandonados... O olhar deles eu nunca esquecerei. Uma tristeza profunda tomou conta de mim. Pude ver todos os tipos imagináveis de cães de tamanhos e cores variados. Cães de raça, tristes e com o olhar perdido no nada. Um poodle preto que andava com dificuldade me chamou a atenção. Ele estava com o pelo crescido de uma maneira marcada que mostrava que havia sido tosado a pouco tempo atraz, porem cheio de nós e sujeira. No pescoço uma coleirinha vermelha, suja e gasta. Gente... nem sei descrever. Ele me seguiu com os olhos como quem pede socorro em silêncio. Percebi que ele reconheceu em mim algo que lhe era familiar, ou que lembrava sua dona talvez. Imaginei se eles pudessem falar...
Durante o tempo em que estive ali, vi pessoas chegando para adotar gatinhos, cachorrinhos e procurar seus cães perdidos. E vi muitas ligações de pessoas pedindo para retirar animais de suas ruas e até de suas casas. O exemplo do que eu digo são os Pitbulls. Pude contar pelo menos 10! Todos tristes e isolados, fechados em pequenas jaulas como feras selvagens e tristes, muito tristes.
Terei que voltar lá em 7 dias para tirar os pontos da Negrinha. Vou tirar umas fotos e postar para vcs. Espero que aquele poodle tenha reencontrado seus donos.