sábado, 18 de dezembro de 2010

Prefeito obrigado alimentar cães em abrigo particular

Proteção animal tem decisão judicial sem precedentes

Justiça é feita - Cães nos abrigos particulares,
 de protetores independentes devem ser castrados,
 vacinados e alimentados pelo prefeito, que é por lei
 o responsável pelos animais abandonados,
 e pelos que foram resgatados pelos protetores.


Em Ilhabela, litoral paulista, a advogada Maria F. C. Muniz conquistou na justiça um feito que desperta nos protetores de animais abandonados a esperança de acabar com o sofrimento das criaturas indefesas

Dra. Fernanda ingressou com uma Ação contra a prefeitura depois que o abrigo mantido com muita dificuldade e recursos próprios por Dochiê Dobrota foi demolido por ordem do governo  municipal.  O juiz Sandro Cavalcanti Rollo acolheu o pedido de tutela antecipada e determinou que os 54 animais mantidos por Dochiê Dobrota fossem vacinados e castrados no prazo de 45 dias e estipulou multa diária de R$1.000,00 caso a decisão não fosse cumprida.


Dr. Cavalcanti determinou também que a prefeitura providenciasse mensalmente 750 kg. de ração de boa qualidade para os cães e gatos mantidos por Dobrota e Sandra Regina Meirinho, autoras do processo. Para o não fornecimento da ração a multa diária foi estipulada em R$5.000,00. A prefeitura recorreu da decisão, mas o Tribunal negou o efeito suspensivo da liminar, e Dr. Cavalcanti determinou que a decisão judicial fosse cumprida no prazo de 24 horas sob pena de incidência da multa, crime de desobediência e improbidade administrativa. O município de Ilhabela fica a 135 quilômetros da capital paulista. Segundo dados do IBGE tem 23.886 habitantes. Os argumentos do juiz em seu despacho são contundentes e muito bem fundamentados. Dentre os fundamentos estão a Declaração Universal dos Direitos dos Animais, a Constituição Federal e a Lei Estadual 11.977/05, conhecida como Código de Proteção aos Animais, que prevê que os municípios mantenham programas permanentes de controle de zoonoses, vacinação, castração de cães e gatos e ações educativas de posse responsável. Em seu despacho Dr. Cavalcanti reconhece o trabalho das autoras como de interesse da dignidade dos animais, da população de Ilhabela e da própria prefeitura. Em 3 de setembro de 2010 ele foi merecidamente homenageado com o título de Cidadão de Ilhabela.
Por Valmira de Fátima Bernardino







Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Homenagem Sincera aos Ativistas Protetores

Homenagem Sincera aos Ativistas Protetores
Por você REALMENTE voluntário
que com tantos compromissos agendados, não ficou indiferente diante de um animal atropelado, sarnento, esfomeado, abandonado.
Por você voluntário, que teve seu descanso interrompido para socorrer um animal aos gritos
Por você que desceu ribanceira, correu na chuva, atolou na lama
Por você voluntário, que mesmo sem espaço, acolheu mais 
um animal abandonado
Que diante de um gemido de um cão, ou de um gato, não teve seus ouvidos tapados.
Por você que diante de um animal teve compaixão
Que curou feridas, vacinou, castrou, amou
Por você voluntário, que nunca escondeu a emoção
Que chorou, que sofreu ao lado de um cão
Que criou mais braços e pernas para alcançar soluções
É por você voluntário, que o mundo animal tem se tornado menos pior
É por você que inúmeros miaus e aus aus, se espreguiçam ao sol
Brincam na grama, abanam a cauda, atendem por um nome
E é através de você voluntário, de sua ação, que muitos animais tiveram oportunidade de reabilitação, conseguiram um lar, um brilho de alegria no olhar

A todos os voluntários,
rendo minha singela homenagem

Pelo seu amor, dedicação e coragem.
Parabéns a todos REALMENTE voluntários!

"Sejas tu a mudança que queres ver no mundo"

                                          Gandhi
PROTETORA CIDINHA EM MAIRIPORÃ - anailcid@terra.com.br  - http://abrigodonacidinha.blogspot.com
José Franson - Assino embaixo.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Não solte fogos, animais sofrem muito. O que fazer.

                                              ANIMAIS  X     FOGOS 
OS ANIMAIS SE ASSUSTAM MUITO COM O BARULHO DE FOGOS E ROJÕES POIS SUA AUDIÇÃO É MUITO MAIS SENSÍVEL QUE A NOSSA.
CÃES TENDEM A FUGIR DO BARULHO E CORREM DESORIENTADOS E SEM DESTINO. 
Adicionar legenda

PODEM OCORRER
- FUGAS - correm sem destino certo e ficam perdidos; podem ser atropelados e/ou provocar acidentes.
- ACIDENTES - enforcam-se na própria coleira quando não conseguem rompê-la para fugir; atiram-se de janelas; batem a cabeça contra paredes ou grades.
- GRAVES FERIMENTOS - quando tentam saltar muros e portões.
- TRAUMAS - mudanças de comportamento – tornam-se agressivos ou passam a se assustar à toa.
-  CONVULSÕES: alguns cães têm ou passam a ter ataques epileptiformes.

* Nos animais da fauna silvestre pode ocorrer alteração do ciclo reprodutor e morte.
CUIDADOS COM CÃES
1- Coloque algodão nos ouvidos - para diminuir a sensibilidade auditiva.2- Acomode os cães dentro de casa em lugar onde possam se sentir em segurança.
3- Feche portas e janelas para evitar fugas e acidentes.
4- Ligue o rádio e a TV e aumente o volume próximo ao momento dos fogos.
5- Dê alimentos leves - distúrbios digestivos provocados pelo pânico podem matar.
6- Não deixe o cão acorrentado pois pode se enforcar em função do pânico.
7- Não deixe muitos cães juntos porque podem brigar.
   (Se brigarem, não grite! Faça um barulho forte batendo tampas de panela para mudar o foco da atenção dos cães.)
Caso não possa colocar os cães dentro de casa, procure um veterinário para sedá-los. 

*GATOS: mantenha-os dentro de casa e sem acesso à rua.
fonte - blog O Grito do Bicho

I M P O R T A N T E !
COLOQUE UMA PLAQUETA DE IDENTIFICAÇÃO NA COLEIRA DO SEU COMPANHEIRO CANINO, COM OS SEUS TELEFONES GRAVADOS NELA.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Paraná livre dos infames circos com animais








Deputados derrubam o veto do Governador Orlando Pessuti,(PMDB) -




Flávio Laginski






Por unanimidade, a Assembleia Legislativa do Paraná derrubou ontem o veto do governador Orlando Pessuti à lei que proíbe em todo o Estado a apresentação, manutenção e utilização de animais selvagens e domésticos em espetáculos circenses.

A votação foi assistida por representantes de Organizações Não-Governamentais (Ong's) de proteção e direito dos animais, que comemoraram a decisão.De acordo com a deputada que fez o requerimento, Rosane Ferreira (PV), essa lei tramita na casa há oito anos, mas somente agora é que foi aprovada.
"Havia um projeto anterior do ex-deputado Renato Gaúcho, que acabou sendo arquivado. Ele voltou em 2007, pelas mãos do deputado Luiz Nishimori (PSDB). Para que conseguisse a aprovação e o veto dos colegas parlamentares, foi feita uma substituição no texto, pois, da maneira em que estava, proibiria não apenas uso de animais em circos, mas também em eventos, feiras, rodeios, entre outros. Se isso continuasse no texto, certamente o veto do governador seria mantido", avalia.


Questionada sobre motivo pelo qual o governador teria vetado esta lei, a deputada minimiza e acredita que foi apenas uma má interpretação. "Não vejo um motivo para que a lei fosse barrada. Acredito que o governador Pessuti cometeu um ligeiro equívoco que, felizmente, foi corrigido pela gente. Entendo que esta lei é de interesse público", afirma.
Para Ferreira, o tratamento que os animais de circo recebem são equiparados à tortura. Ela opina que os animais não foram feitos para entretenimento de pessoas.

José Franson - Vereadores Tatuianos e do Brasil todo, vamos seguir o bom exemplo. Quem se apresenta... Paranaenses,  agora vamos lutar para banir os infames rodeios em todo estado do Paraná. A vitória é certa. Liberdade , ainda que tardia...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ministério Público quer Polícia Protetores e Prefeitura unidos.

Discutida ajuda a cães e gatos


Ministério Público pede envolvimento de instituições no atendimento a espécies domésticas

Caxias do Sul – O Ministério Público (MP) quer regulamentar a assistência a animais domésticos abandonados ou maltratados. A proposta é estabelecer funções e coordenar o trabalho entre prefeitura, Brigada Militar (BM), Polícia Civil e Sociedade Amigos dos Animais (Soama). Uma ideia é repetir o método usado com sucesso desde 2006 para o atendimento de cavalos perdidos ou vítimas de maus-tratos.

Na última quinta-feira, a promotora Janaina de Carli dos Santos mediou a discussão entre representantes dos bombeiros, da Soama e das secretarias de Trânsito e da Saúde. Os representantes da Polícia Civil e da BM faltaram ao encontro. Partindo da determinação constitucional de que os animais são tutelados pelo Estado, Janaina pretende envolver todos os órgãos públicos de segurança no esquema de assistência.

– Estamos cansados de sermos ameaçados com revólveres e facões por donos de animais. Maus-tratos é crime. Então não é coisa para voluntário, mas caso de polícia – reclamou o integrante da Soama Romanci Bessegato.

Atualmente, quando há um cavalo maltratado ou atrapalhando o trânsito, a entidade recebe o apoio de PMs da hípica da corporação, que transportam o animal. Quando o bicho está em rodovias, a ação tem o auxílio da Polícia Rodoviária Federal ou do Grupo Rodoviário da BM.

Em todos os atendimentos, quando o dono é localizado, é lavrado um termo circunstanciado e o proprietário tem de se explicar ao MP. O cavalo é doado ou encaminhado para um fiel depositário.

– Quando começamos o trabalho com os cavalos, todo mundo achou impossível. Deu certo. Agora é a vez dos cães e gatos – disse Janaina.

Novas reuniões serão feitas para as partes definirem as responsabilidades. Segundo a diretora de Marketing da Soama, Natasha Valenti, uma média de quatro atropelamento de cães são denunciados para a entidade toda semana. Com o serviço mais organizado, o número de chamados deve aumentar. A entidade deverá atender a demanda com apoio de clínicas.


José Franson - Ativistas da Família Amigos dos Animais de Tatuí. Quem tiver acesso ao Promotor Público de Tatuí, convide-o a se juntar a nós. Convide também seus amigos advogados, e todos que têm bom coração. Envie o email deles para fransonvegan@gmail.com, para que recebam semanalmente os informes sobre nossa luta para por fim a crueldade com os  Animais em Tatuí. Não deixe para depois, faça isto já. Grato. (os animais abandonados agradecem).


Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

sábado, 20 de novembro de 2010

Rancho dos Gnomos. Não Tem Preço... Expedição Citroën AIRCROSS

"Um Lugar Chamado Rancho dos Gnomos" - Episódio 5 - "S.O.S Yamma"

  Neste episódio, o Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos mostra como foi o resgate de uma tigresa vítima de circos e com profundas sequelas de maus-tratos.

Yamma, como foi batizada pelo Rancho, estava em Teresina/PI. Nossa equipe embarcou em uma viagem interestadual para esse grande resgate.
Clique na imagem abaixo para assistir diretamente em nosso canal do Youtube!



Ou clique aqui!

Não perca os próximos episódios do nosso novo programa "Um Lugar Chamado Rancho dos Gnomos". Acesse o nosso site para acompanhar as novidades!

Ajude a divulgar o nosso projeto. Desta forma, você também estará ajudando os animais.
http://www.ranchodosgnomos.org.br/



Matheus Croco, nosso amigo, voluntário e integrante da equipe do Rancho dos Gnomos é um dos Expedicionários da Expedição Citroën AIRCROSS!
Parabéns ao Matheus Croco, nosso voluntário, amigo e integrante da equipe Rancho dos Gnomos, que foi um dos ganhadores da Expedição Citroën AIRCROSS. Ele passarár 30 dias viajando e explorando este nosso Brasil ao lado de mais 9 aventureiros, levando o seu bom humor, suas experiências e levantando a bandeira do vegetarianismo e dos direitos dos animais.




Esperamos que esta aventura lhe traga incríveis experiências e que mais pessoas conheçam a sua paixão pelos animais e a natureza.

Saiba mais sobre o nosso amigo no blog da Expedição AIRCROSS: 
http://www.expedicaocitroen.com.br/Blog/?p=243

E o vídeo que o fez vencedor: 
http://www.youtube.com/watch?v=kdi_TttqJwM

Conheça o site e o roteiro desta grande aventura: 
http://www.expedicaocitroen.com.br/

José Franson - jovens do meu Brasil, a aventura é essencial a todo jovem que se preze, taí  um jeito de se aventurar e ser feliz, trazer alegria para si (fundamental) e contribuir para o fim da crueldade contra animais não humanos (fundamental). Invente a sua, faça de seus sonhos uma aventura que não tem preço. Estamos torcendo por você também.


Um grande abraço,Família Rancho dos Gnomos

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Médicos atiram em cães para estudar medicina - Furb - Blumenau

Médicos e alunos atiram em cães para estudar laparoscopia. Furb - Blumenau - SC


"MATERIAL E MÉTODOS
Este projeto foi desenvolvido na Divisão de Experimentação da Disciplina de Técnica Cirúrgica da Universidade Regional de Blumenau.
O protocolo foi conduzido de acordo com as normas internacionais para utilização de animais de experimentação (Office of Science and Health Reports18), e iniciado após aprovação pela Comissão Científica e pelo Comitê de Ética do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo .
Foram utilizados 25 cães, do sexo feminino, sem raça definida, com peso variando de 10 a 12kg. Vinte destes cães foram submetidos a ferimento intra-abdominal por arma de ar comprimido e cinco, sem ferimento intra-abdominal, serviram como grupo controle na técnica da coloração de Gram.
Os cães foram submetidos à higienização, tratamento de verminose e vacinação (tríplice e anti-rábica) e mantidos, antes e após o procedimento cirúrgico, no Biotério da Universidade Regional de Blumenau, com acompanhamento de veterinário. A alimentação dos animais foi baseada em ração e dieta de arroz e carne. Os cães permaneceram em jejum durante as 12 horas que antecederam a cirurgia e foram higienizados e tricotomizados ainda no canil. Logo após, os animais foram transportados para o Centro Cirúrgico e, depois de pesados, colocados em decúbito dorsal sobre a mesa cirúrgica e imobilizados.
A anestesia foi induzida com tiopental na dose de 1ml/kg de solução a 2,5% e mantida com halotano inalatório, regulado pelo vaporizador. Neste experimento foram controladas a freqüência cardíaca e a pressão arterial média (pela dissecção da artéria femoral). A hidratação foi feita através de soro fisiológico, mantido durante todo o procedimento. A ventilação foi controlada com pressão positiva sem reinalação, com bolsa de três litros, com volume aproximado de cinco litros/minuto de oxigênio
Após a anestesia foi então realizado o disparo por arma de ar comprimido 4,5mm e projétil tipo diabolo, chumbo com ponta romba. O cano da arma foi posicionado encostado em um ângulo de 90º em relação ao plano sagital do animal. Não se deixou distância entre o cano da arma e o corpo do animal (tiro tipo encostado). O ferimento foi na borda externa esquerda do músculo retoabdominal, na altura do ponto médio entre o pube e o apêndice xifóide, isto é, o local alvo foi demarcado a partir de um ponto eqüidistante do apêndice xifóide e do pube, na linha mediana, deslocando-se para a esquerda em uma linha perpendicular com a linha mediana até a borda lateral esquerda do músculo reto anterior do abdome."


José Franson - A barbárie descrita aconteceu em 1999. Quantos outros experimentos com animais continuam neste momento...  em Blumenau, em Santa Catarina, querida Santa Catarina, de gente boa e lindas paisagens, e no Brasil todo. Se você se indignou, saiba que neste momento, milhares de animais, que sentem dor como nós, estão sendo torturados e cruelmente dissecados ainda vivos,friamente assassinados, em nome do ensino de técnicas pedagógicas de medicina em praticamente todas as faculdades de medicina e veterinária do Brasil e do mundo.
ET - Leia neste blog a postagem sobre o fim das experiências com animais em todas as faculdades do Canadá.
http://amigosdosanimaisdetatui.blogspot.com/2010/11/canada-declara-se-livre-da.html


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Escola municipal acolhe animais abandonados - Exemplo






Fonte Revista Cães e Cia. 
Matéria enviada pela companheira Tamara, da "Família Amigos dos Animais de Tatuí".
José Franson - Quem procura acha... Excelente ideia para incluirmos  no Projeto Postos Veterinários de Proteção aos Animais, solução definitiva para o sofrimento dos animais abandonados, que incluem os postos veterinários de proteção aos animais. 
O Veterinário do posto, que é também um protetor dos animais, fará parcerias com as escolas do bairro, para que a prefeitura faça estes abrigos nas escolas, para animais resgatado das ruas, que depois de reabilitados na escola, com assistência do veterinário, é encaminhado para adoção. 
Nada de prisões em CCZs. Certamente as crianças gostarão mais da escola e serão melhores cidadãos, pois crescem numa cultura de paz e compaixão aos animais, que se transferem automaticamente a padrões de comportamento que rejeitam a violência.  Outras cidades seguirão o exemplo. 
Parabéns aos diretores, professores e alunos da escola em Porto Alegre. Professores e  Diretores de Tatuí, vamos por a mão na massa... 
Os Tatuianos são conhecidos por não se preocuparem com os animais abandonados da cidade, que tal a má fama  começar a mudar pelos que têm a missão ímpar e especial de ensinar. Com a palavra os Professores e Diretores Tatuianos. 
Só intenção fica em só intenção, portanto ação já... Faça sua parte, você pode...

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu apoio.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Prefeito é responsável pela guarda de animais abandonados nas ruas

Município é responsável pela guarda

 de animais abandonados nas ruas  

  11/11/2010 - 11:57 | FONTE: TJSC                     

A 2ª CÂMARA DE DIREITO PÚBLICO DO TJ, EM AGRAVO DE INSTRUMENTO SOB RELATORIA DO DESEMBARGADOR JOÃO HENRIQUE BLASI, DETERMINOU AO MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS, ATRAVÉS DO SEU CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES, QUE DÊ ABRIGO AOS CÃES HOJE ACOLHIDOS PELO CASAL OSVALDO E MARÍLIA DE SÁ.
Os autores do agravo, em verdade, foram impelidos em outra ação judicial, movida por seus vizinhos, a desfazer-se dos animais que mantinham em sua residência, com permissão para manutenção de apenas três deles. Os excedentes, animais abandonados nas ruas em situação de risco, deveriam ser removidos.

Ao procurar pelo Centro de Zoonoses, contudo, tiveram atendimento negado, sob argumento de falta de estrutura e condições gerais para guardar outros cães além daqueles que lá se encontram em situação emergencial.

Para o desembargador Blasi, além da decisão judicial, está claro no comando constitucional que cabe solidariamente ao município a responsabilidade pela proteção da fauna.

“Desse modo, não se trata (...) de simplesmente repassar ao Poder Público local o plantel de cães dos agravantes, mas sim de fazer com que a Municipalidade cumpra o seu papel legal e constitucional de velar pelos mesmos, ademais do que, no caso concreto, mercê de decisão judicial”, anotou o relator. 
Agravo de Instrumento 2010.031714-0

José Franson - "Justiça seja feita. Bravo Srs. Juízes. Esta sentença fará muitos Prefeitos colocarem as barbas de molho. Estão acostumados a simplesmente assassinar os cães abandonados. Por lei, mas também pela ética, terão que encontrar caminhos que termine com o martírio dos ccz. Veja algumas medidas que deverão ser implementadas pelos prefeitos para ficarem livres de punição legal. -  Sabemos que se ficarmos esperando os Prefeitos agirem nada aconteçe. Faça como em Tatuí SP , onde um grupo trabalha com lista de emails dos cidadãos para pressionar os políticos. Com centenas,milhares de eleitores abarrontando a caixa postal , ele pensarão nos votos que perderão se não tomarem as iniciativas necessárias para acabar de vêz com os assassinatos  e crueldades  com os animais.

LEI 5.197, DE 1967: Art. 1º. Os animais de quaisquer
espécies, em qualquer fase do seu desenvolvimento e que vivem
naturalmente fora do cativeiro, constituindo a fauna silvestre, bem como seus ninhos, abrigos e criadouros naturais são propriedades do Estado,
sendo proibida a sua utilização, perseguição, destruição, caça ou apanha.

CONSTITUIÇÃO FEDERAL: Art. 131. A Advocacia-Geral da União é a instituição que,
diretamente ou através de órgão vinculado, representa a União, judicial e
extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua
organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do
Poder Executivo.

Quem resgata um animal da rua, está cuidando de um animal que pertence ao Estado. O Estado é o proprietário que o deixou abandonado nas ruas.



Carta aos donos de cães acorrentados

Olá meu amigo,
“Querido dono. Consegui que escrevessem esta carta por mim. Nem sabes a alegria que sinto por poder comunicar contigo. Todos os dias, desde aquele dia longínquo em que me colocaste a corrente no pescoço e me prendeste neste espaço, eu sonho que me vens visitar e fazer festinhas como me fazias quando eu era um bebê. Eu sonho que vens conversar comigo, não entendo muito bem o que me dizes, mas nem imaginas como adoro ouvir o som da tua voz!
Eu sei que fiz algo de errado, senão certamente não me terias colocado aqui. Desculpa! Não quero ser exigente, mas começa a doer ter esta corrente atada ao meu pescoço. Ás vezes tenho o pescoço dormente, e outras vezes tenho muita comichão e nem consigo coçar! Sinto o seu peso todos os dias, o peso da solidão que me prende.
Tenho vontade de esticar as pernas e correr e como eu gostava de poder fazer isso contigo. Adorava que me atirasses umas bolas, aí eu podia mostrar-te como sou rápido a correr e como tas trazia rapidamente. Gostava de poder ver o que tu vês, o mundo lá fora é muito grande? E existem outros como eu?
Às vezes tenho sede e alguma fome, mas eu aguento em silêncio porque sei que assim que podes vens cá dar-me comida e água, sei que fazes o que podes, eu não quero incomodar, mas sabes, por vezes gostava de ter um pouco da tua companhia.
Sei que talvez alguém te tenha dito que eu não tenho sentimentos, mas olha que é mentira! Nem imaginas quanta alegria sinto quando alguém me toca ou se dirige a mim. Nem sabes quanta tristeza e solidão pesa em mim nas longas horas que não vejo ninguém. Nem sabes o medo que por vezes sinto no Inverno aqui sozinho, e tenho tanta vontade de estar perto de ti.
No outro dia passaram aqui umas pessoas estranhas e puseram-se a olhar cá para dentro e a apontar para mim, riam e atiravam umas pedras na minha direção. Queriam vir fazer-te mal. Acertaram-me com uma na pata e ontem não consegui levantar-me, mas eu afugentei-as logo com o meu ladrar. Eu não quero que ninguém te venha fazer mal… e não quero que te zangues comigo, eu prometo fazer melhor por ti.
Eu sou o teu amigo mais fiel, nunca te irei trair, não guardo rancor, e não tiro nunca o lugar de ninguém, será que tens mais amigos assim no teu mundo? Só queria um pouco mais da tua atenção e amor, uma cama quente no inverno, um local fresco no verão e o teu cheiro a entrar-me nas narinas todos os dias, seguido de um sorriso e uma festa no meu velho lombo.
Eu sei que um dia tu irás chegar aqui e tirar a corrente, e dar-me tudo isto, até lá eu fico quieto á espera. Só não demores muito meu dono, porque estou a ficar velho e começo a ver e ouvir mal. Faltam-me forças e não quero ir, sem viver um pouco contigo."
 "Do seu amigo cão”.



quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Ajude a destruir o planeta - Nossa casa


      Você que está lendo este artigo deve ver com indignação todas as atrocidades e falta de respeito com que alguns pseudos seres humanos tratam o planeta e a natureza.
      A destruição da Amazônia, as queimadas, a total incompetência dos chamados dirigentes ou políticos.
      Centenas de árvores estão sendo destruídas nesse exato momento e como todos sabem, as árvores são responsáveis pelo oxigênio do planeta e sem elas não poderíamos viver. Quando destruímos as árvores estamos também matando os animais que vivem nelas e liberando o dióxido de carbono, acelerando o efeito estufa e conseqüentemente destruindo nosso futuro.
      Porque destruímos tanto as árvores? É para criar mais moradias? Não. É para criar pastos para a criação de gado. Todas as florestas estão sendo destruídas no ritmo de meio hectare a cada 5 segundos, para que muitos comam cadáveres (carne de gado).
      Quando alguém come um hambúrguer é responsável pela destruição de 5 metros quadrados de floresta tropical.
      As pessoas que vêem as florestas sendo destruídas e comem carne, também são responsáveis por isso, além disso todos sabemos que a falta de água será um problema tão grande que poderá haver guerras por água e também, por isso é que hoje milhares de pessoas morrem. Por falta d’água.
      Você sabe quanto de água é necessário para se criar um único bezerro? O suficiente para fazer flutuar um navio médio. Uma vaca, num gole bebe até 2 litros de água. Num dia, bebe 100 litros. Para produzir 1 Quilo de carne, gastam-se 43.000 litros de água. 1 kg de tomate com 200 litros de água.
      Pode se pensar no incompetente "Governo" que te diz para não lavar o carro ou não tomar banho - Isso também é importante mas para você poupar realmente água, NÃO coma bicho morto (carne). Você sabia também que a indústria que mais consome energia elétrica é a do gado?
      Você se preocupa com a fome no planeta? Se preocupa que hoje 980 milhões de pessoas vivem num estado de miséria absoluta, que 70 milhões de pessoas morreram no ano passado por inanição e que isso deve piorar se não mudarmos nossos hábitos?
      O mesmo acre que produz 120 quilos de carne de boi pode produzir 20.000 quilos de batata; meio quilo de carne produziria 8 quilos de cereais. Isso é a diferença entre alimentar 1 pessoa e 160 pessoas.
      Um acre pode alimentar vinte vezes mais pessoas se todas fossem vegetarianas.
      Cerca de 70 crianças morrem de fome todos os dias e nós temos condições de mudar isso se os comedores de putrefatos (carne) diminuíssem em 10% sua dieta assassina. Isso seria suficiente para alimentar crianças, homens e mulheres que no momento em que você lê esse artigo estão morrendo de fome com dores terríveis.
      Sabia ainda que a quantidade de solo arável está diminuindo numa velocidade assustadora, devido a produção de carne e isso pode até acabar com a nossa capacidade de vivermos no planeta?
      Se você vai naquela coisa nojenta chamada açougue, saiba que por trás do que se compra lá, está escondida a destruição de florestas, o alimento e a água dos nossos filhos e a extinção de várias espécies.
      Não pense que sua decisão não fará diferença - fará muito - as pequenas mudanças no planeta hoje, tem conseqüências gigantes a longo prazo. Divulgue esse texto. Coloque-o na Internet. Faça algo.
      Pense ainda nos animais. Será justo de nossa parte dar morte violenta e cruel a animais pacíficos?
      Se você acredita que eles não tem morte violenta não leia mais este artigo pois você não tem cultura para entender nada do que estou escrevendo. Vá ler a revista Caras ou assistir ao Big Brother. Se você acredita que os animais são inferiores a nós deve acreditar também que a Terra não é redonda.
      Os porcos são, por exemplo, criados em total confinamento, no meio do lixo, presos, sem higiene e engordados artificialmente, inclusive recebendo hormônios e antibióticos. Quanto ao gado eles são mantidos em jaulas, sem liberdade. Mais de 80% dos abates ocorrem sem nenhum tipo de fiscalização sanitária; há pouco tempo no Rio Grande do Sul descobriu-se patas e rabos de rato em lingüiças.
      Olhe nos olhos dos animais quando eles são assassinados, marretados nos abatedouros que são do 50% no Brasil ( os outros são sangrados vivos) por "homens covardes" e veja um raio de luz através do qual a vida deles olha para fora e para cima, em direção ao grande poder do nosso domínio sobre eles, e pede por amizade.
      Como você pode aceitar colocar dentro de você um animal que viajou centenas de quilômetros a pé ou apertado na carreta de um caminhão (dirigido por um "homem") , sem água ou qualquer alimento. Ao chegar no local do abate ficam de 2 a 4 dias no pátio do matadouro, recebendo apenas água e sofrendo por antever o futuro...
      Na hora do sacrifício, os animais são empurrados por um longo corredor apertado e ficam desesperados, horrorizados, tentam fugir, tentam lutar pela própria vida, mas no final do corredor lhe espera um "homem" que lhe golpeia com uma marreta na cabeça ou um disparo na testa com um pistola de ar comprimido o animal fica fraco, tonto, cai com os olhos abertos, mas logo é suspenso por um guindaste enquanto ele ainda se debate por liberdade saem lágrimas nos olhos quando é finalmente degolado vivo. Seus olhos ficam vazios.
      Nesse ponto os "homens" usam as facas e o animal deixa de existir, para que poucos comam sua carne e para as fezes e o sangue poluírem os rios.Visite um matadouro. Pense que se os animais falassem, diriam:
      - Deixem-me vivo. Parem de me matar. Olhem nos meus olhos.
      Você quer então ajudar a salvar o planeta? Não quer se sentir responsável pela morte de crianças? Quer preservar as árvores e o solo? Então mude sua alimentação. O seu poder de fazer a diferença está em suas mãos quando for no supermercado, restaurantes ou na sua cozinha. Você não precisa sair por ai e salvar a vida de alguém. Você pode fazer isso somente alterando sua alimentação e é claro tendo muito mais saúde e disposição. Quanto aos benefícios de uma dieta sem carniça (carne), leia a respeito mais já saiba de antemão que cientistas confirmam ser a carne responsável por doenças do coração, câncer no intestino, diminuição do apetite sexual e muito mais.




 Conheça o site www.SALVEATERRA.com.br e faça algo

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Canadá declara-se livre da experimentação animal - Abolindo a Vivissecção

Canadá livre de vivissecção


Abolindo a Vivissecção  -  vivissecção é o ato de dissecar um animal vivo com o propósito de realizar estudos de natureza anatomo-fisiológica. No seu sentido mais genérico, define-se como uma intervenção invasiva num organismo vivo, com motivações científico-pedagógicas.

A Memorial University de Newfoundland, no Canadá, optou por abolir o uso de animais vivos nos laboratórios da Faculdade de Medicina. Cada escola de medicina no Canadá agora usa métodos que não envolvem a experimentação animal.
Segundo informações do site El Activista, o anúncio do fim da experimentação em porcos, que era realizada nos laboratórios da Universidade, foi feito via e-mail ao Comitê de Médicos por uma Medicina Responsável (PCRM).
O uso de animais em laboratórios tornou-se polêmico após a universidade saber que o Comitê de Médicos por uma Medicina Responsável registraria uma reclamação jurídica ao Conselho Canadense de Animais, argumentando que o uso de porcos vivos pela Universidade violava as diretrizes federais.
Atualmente, no Canadá, todas as faculdades optaram pelo ensino sem crueldade, ou seja, utilizando métodos que não envolvem a tortura nem a utilização de outras espécies, substituindo a experimentação animal por simuladores humanos.
O Canadá eliminou completamente o uso de animais vivos em laboratórios nas faculdades; este deve ser um sinal claro para as poucas faculdades de medicina dos EUA que ainda utilizam estes procedimentos desumanos e nada educativos”, disse o cardiologista do Comitê de Médicos por uma Medicina Responsável, John Pippin. “Está na hora de estas sete faculdades nos EUA decidirem eliminar completamente a utilização de animais e abraçar o verdadeiro futuro da educação médica”, acrescentou.
Por Raquel Soldera (da Redação da ANDA)



Franson - Ao ler esta notícia, voltou minha alegria, estou convencido que nossa luta para "convencer" o Prefeito Municipal para implantar o projeto "Postos veterinários de proteção aos animais" em Tatuí será realidade. Tenho certeza que os protetores Canadenses lutaram muito para conseguir eliminar os hediondos e cruéis procedimentos usando animais para o ensino da medicina. Amém que no Canadá isto terminou. Vamos lá protetores de Tatuí, mãos a obra, nós podemos...

Campanha nacional permanente - “Fecha canil do CCZ - Tortura nunca mais” Eu aderi. (cole o slogan/link no email, blog, seja criativo)

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Comércio de Animais - Pare para pensar

Que eles são bonitos e fofinhos não há dúvida... mas será que são felizes?

Que eles são bonitos e fofinhos não há dúvida... mas será que são felizes...

Certamente você já parou em frente a uma loja que vende animais e ficou ali, admirando-os, vendo como são bonitos, exclamando "aaai, que fofos!". Todos já fizemos isso, ao menos quando crianças. Porém, de uns tempos para cá, o sentimento que me vem quando me deparo com animais colocados à venda é de tristeza. Resumindo: é deprimente! Animais privados de uma vida normal de acordo com as suas necessidades de idade e espécie. Privados de sol. Filhotes impedidos de correr e gastar energia. Pássaros amontoados uns sobre os outros, muitas vezes com as gaiolas sujas. Enfim: são coelhos, cachorros, gatos, pombos, galinhas e outras aves (exóticas ou não), uma enorme variedade de escolhas para o "freguês".


Acho que, em vez de pararmos em frente a suas gaiolas, exclamarmos o quanto são bonitinhos e fofinhos, deveríamos fazer a seguinte pergunta: "será que estão felizes?". A resposta parece óbvia... É difícil estarem felizes, sem poderem exercer seu comportamento natural e, como já foi citado, sem receberem sol adequadamente, sem fazerem exercício...


Outro absurdo são aqueles peixinhos que as crianças ganham "de brinde" em feiras de animais. A maioria sequer tem aquário em casa, vão criar onde, dentro de um copo?  Os coitados dos peixes não devem durar nem dois dias. Isso sem falar nas compras impensadas, feitas por impulso. O cãozinho fofo e peludinho que é dado como "presente de Natal" e que alguns Natais depois já está atirado num canto, pois as crianças enjoaram de brincar com ele...
Comprar animais, por si só, apenas estimula um comércio que vê os bichos como máquinas de procriação, que, quando não são mais "úteis", são descartados.  Escutei em uma aula a expressão "vida útil de uma vaca"... E eu achava que quem tinha vida útil eram lâmpadas e pilhas...

Muitos animais poderiam escapar da morte nos CCZ's  (Centros de Controle de Zoonoses) se, ao invés de comprar um cachorro, você adotasse um. A espécie é a mesma, incrível, apesar de tantas diferenças em formas, cores e tamanhos. O amor que oferecem também é o mesmo e, além de tirar um bichinho das ruas, você estará evitando que outros, os de raça, sejam colocados para reproduzir e gerar "crias" como se fossem máquinas.

Então deixo aqui a sugestão: da próxima vez em que você passar por uma loja de animais, tente colocar-se no lugar deles. Imagine-se ali, preso 24 horas por dia, enxergando o movimento das pessoas e dos carros do outro lado da calçada, e sem poder sair. Uma "mercadoria" à espera de comprador. E, em vez de admirar sua beleza e fofura, pergunte-se: será que estão felizes?

Que tal se todos nós, da Família Amigos dos Animais de Tatuí, e já somos 397 membros, combinarmos de comprar ração e medicamentos apenas no comércio que não vende animais,cães,peixes,pássaros,etc. ...

Vamos fazer uma lista com a marca Estabelecimento Amigo dos Animais.